Esportes

Publicado em 13 de setembro de 2017 | por Nosso Jornal BM

Adversário do Voltaço será investigado por procuradoria do STJD

Na semana que antecede o primeiro jogo das quartas de final da Série C do Campeonato Brasileiro, o Sampaio Corrêa – que jogará contra o Voltaço no sábado, no Raulino de Oliveira – vai ser investigado pela procuradoria do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD). O time – que fez a melhor campanha na fase de classificação da Série A – está sendo acusado pelo seu principal rival de ter facilitado a vitória do Botafogo da Paraíba, na partida disputada na noite de sábado em João Pessoa. O time paraibano venceu por 3 a 2 e, com este resultado, o Moto Clube, também do Maranhão, foi rebaixado para a Série D. O Moto precisava ao menos que o Sampaio não fosse derrotado.

Por enquanto, porém, não há uma denúncia formal do Moto Club. De acordo com o clube, o caso está sendo analisado pelo seu departamento jurídico. O assunto veio à tona porque, antes do jogo em João Pessoa, o zagueiro Maracás, do Sampaio Corrêa, apareceu brincando, afirmando que os torcedores sairiam felizes da partida contra o Botafogo-PB de qualquer maneira. A publicação está sendo interpretada por torcedores do clube rival como um pré-anúncio de que o Sampaio perderia o jogo.Na partida, segundo relatos da imprensa, ele cometeu um pênalti e falhou em um gol do time paraibano.

Ao portal Globoesporte.com, o presidente do Moto Club, Célio Sérgio, disse que o caso está sendo analisado, mas depende de provas. “Não vamos ingressar com nada se não tivermos provas consistentes”, afirmou.

Já o presidente do Sampaio Corrêa se disse “muito tranquilo” em relação ao assunto. Em nota, o clube diz que “a diretoria e comissão técnica do Sampaio sempre se comprometeram com a seriedade e respeito ao jogo, assim como todas as outras 17 partidas da competição”.

Técnico preocupado é com o jogo

Enquanto a polêmica se instalou na capital maranhense, o técnico do Sampaio, Francisco Diá, se disse preocupado mesmo é com o confronto com o Voltaço. Ele afirmou que o fato de jogar a segunda partida em São Luís de nada adiantará se a equipe não tiver um bom resultado em Volta Redonda, no próximo sábado. Lembrando que a base do Voltaço joga junto há dois anos, o treinador acredita num jogo difícil fora de casa.

– Vai ser um duelo muito difícil. Esperamos fazer uma boa partida lá e trazer um resultado que nos dê tranquilidade para o jogo da volta – analisou. “O fato de fazer a partida de volta em casa não quer dizer nada. Porque se você não for bem no primeiro jogo, dificulta do mesmo jeito. Não está provado que as equipes que fazem a segunda partida em casa vai conseguir o acesso”.

Foto: Divulgação

Tags: , , ,


Sobre o autor



Back to Top ↑
  • Publicidade

    nossojornal

  • Edição Digital

    Jornal Edição Novembro 2017

  • Facebook

  • Publicidade

    nossojornal